sexta-feira, 6 de maio de 2011

♫ Sobre estar só ♫















Existe um plano
bizarro, que tem
por pano de fundo,
os desafortunados
do mundo, um vaso
de barro, sem água,
nem flores, rimas
sem devidos autores,
mágoas de casos mal
ouvidos, tanto que a
cada má sorte, a primeira
reação é a insatisfação
de se ver do nosso
cantinho escuro,
por cima do muro,
o sol pousar no vizinho,
e sobre o teto do rapaz
sozinho, negras nuvens
desabarem, pesadas;
vinde à mim, boa
vontade, pra poder
pisar novas calçadas,
que, começando por mim,
assim serei, no que diz
respeito à sonhos alheios,
um aprendiz, com olhos
cheios de verdades, uma
boa brisa à percorrer
por mais de 5.000 cidades!

...melhor seria um "tornado", de desejos honestos pelo bem estar do próximo, mas, utopias à parte, peço ajuda ao Big Boss pra pode fazer a minha...