quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Ignore "por ques" e seja felizmente louco!





Se o plano é seguir em frente, 
nem que andemos às cegar por aí, 
pois que o sol faça da vida uma estrada 
florida para onde o sarcasmo não seja bem vindo, 
lindo mesmo era caminhar à esmo com entusiasmo 
pelas curvas tranquilas dos teus lábios, foi há muito tempo atrás
quando encontrei gratidão no sorriso peculiar que brotava das terras 
áridas da frustração, lembro, eram meados de abril quando meu coração 
estéril se revelou febril, oh, Deus, por que o amor acaba, por que a droga 
do meu olho tanto se apega, por que o baseado sempre apaga?!?

Nenhum comentário:

Postar um comentário